europarltv

Carta editorial

1

O Parlamento Europeu criou um canal de televisão em linha (denominado "europarltv") para dar resposta ao direito, que assiste a todos os cidadãos, de conhecerem e entenderem o que sucede na Instituição que elegeram. O referido canal visa contribuir para a democratização da União Europeia e para o desenvolvimento de um espaço público europeu.

2

O canal será orientado pelos princípios do serviço público, para satisfazer objectivos de informação e de educação. Será concebido de modo a garantir a apresentação, de forma atraente, credível e profissional, de todos os aspectos da vida do Parlamento.

3

O canal garantirá que seja reflectida a pluralidade de opiniões no Parlamento Europeu, no devido respeito da importância relativa dos grupos políticos, de acordo com uma política editorial neutra e imparcial.

4

O canal será desenvolvido de modo a reforçar a interactividade entre o Parlamento e os cidadãos europeus. Permitirá aos cidadãos manifestarem os seus pontos de vista sobre o conteúdo do canal e contribuírem para esse mesmo conteúdo.

5

O conteúdo global e a orientação estratégica do canal serão definidos anualmente num documento a apresentar à Mesa. A aplicação desse quadro será da responsabilidade dos serviços do Parlamento.

6

6 O respeito do presente estatuto será controlado por um conselho consultivo, sob a autoridade da Mesa do Parlamento.

7

O presente estatuto será colocado à disposição do público e difundido no sítio web da Instituição.