Prémio Lux de Cinema: lançar uma luz sobre a identidade e o preconceito

Sociedade - - 01:26

Inserir este vídeo:

Todos os três finalistas do Prémio Lux de Cinema 2017 abordam temas de identidade e preconceito: do sueco "Sameblod (Sangue Sami)", da realizadora Amanda Kernell, "Western", da realizadora alemã Valeska Grisebach, ao concorrente francês deste ano ao Oscar, "BPM (120 batimentos por minuto)", de Robin Campillo.

Transcrição: